Cases

CASE Publicis Brasil

 

Ficha Técnica

 
 
Data
08/2015
Área
1.720 m² 
Localização
Vila Nova Conceição
Projeto
Athié Wohnrath
 
Nossa atuação está baseada em quatro
áreas - Arquitetura, Construtora, Tecnologia
e Turnkey -, e damos aos desejos e às necessidades dos clientes, com processos diferenciados
e inovadores.

www.publicis.com.br

 
Em 2014, quando foram procurados pela Publicis Brasil, os arquitetos do Athié Wohnrath foram desafiados a encontrar um espaço para que o cliente pudesse reunir, em um só lugar, todos os escritórios das várias empresas do grupo.
A ideia era que o espaço atendesse às exigências da matriz com relação à eficiência energética, conforto e sustentabilidade. O local escolhido foi a torre norte do São Paulo Corporate Towers, na zona Sul da capital. O projeto, de autoria do paulistano Aflalo/Gasperini, foi construído conforme os requisitos do U.S. Green Building Council e é o primeiro do Brasil a receber a pré-certificação Leed Platinum 3.0 Core and Shell.
Para a recepção, a ideia foi criar um ambiente museológico atemporal e impactante. Na entrada, um grande volume escultórico circular de estrutura metálica revestida de aço cortén - em referência aos trabalhos mais recentes do escultor norte-americano Richard Serra -, abriga a área da recepcionista e mais duas pequenas salas de reunião, de quatro e oito lugares, separadas por uma divisória também de aço cortén. Spots cênicos no piso ao redor do volume realçam sua estrutura inclinada, que, suspensa por delgadas hastes metálicas, parece flutuar no espaço. Adjacente, há ainda duas salas de reunião maiores, uma delas com 24 lugares. Nice, Lyon, Marseille e Toulouse, importantes cidades da França, foram os nomes escolhidos para destacar as salas, implantadas próximas aos elevadores, para evitar que os participantes circulem pelas áreas de trabalho. Para abrigar mais pessoas em eventualidades, as salas foram dotadas de bancos que acompanham as paredes laterais. Contíguo a esses espaços foi previsto ainda um bistrô.
Por orientação da Publicis, os ambientes de trabalho deveriam ser abertos, para aumentar a integração entre as equipes. As estações de serviço são livres de divisórias, complementadas por espaços laterais, com poltronas para reuniões informais. As poucas divisórias, instaladas apenas em alguns ambientes onde é necessário alguma privacidade, são de vidro translúcido.